19 março, 2006

Prêmio seleciona trabalhos que estimulem a igualdade étnica e racial

Talita Rampazzo

Estão abertas as inscrições para a terceira edição do prêmio Educar para a Igualdade Racial: Experiências de Promoção da Igualdade Racial-Étnica no Ambiente Escolar. Podem participar projetos que incluam a temática étnica e racial nos conteúdos escolares com o objetivo de diminuir a discriminação. As inscrições estão sendo feitas até o dia 15 de abril. O prêmio é dirigido a professores e gestores da educação infantil, do ensino fundamental e médio de unidades públicas ou privadas de todo o país.Os interessados devem preencher uma ficha no site do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e da Desigualdade (CEERT), que promove o prêmio. O endereço eletrônico é www.ceert.org.br. A ficha também pode ser enviada pelo correio para a sede do CEERT, rua Duarte de Azevedo, 737, Cep 02036-022, São Paulo. Os candidatos podem se inscrever nas categorias: educação infantil, ensino fundamental e ensino médio, sendo permitido participar de mais de uma categoria, desde que apresentem trabalhos diferentes para cada uma delas. A atividade inscrita deverá ter sido realizada entre os anos de 2003 e 2005 e estar relacionada ao menos a uma das áreas de conhecimento: Ciências, Educação Artística, Educação Física, Geografia, História, Matemática, Língua Estrangeira, Língua Portuguesa, Física, Química, Biologia, Filosofia, Psicologia e Sociologia. O projeto pode ser desenvolvido em parceria com professores das diversas disciplinas, mas na inscrição deverá ser escolhido somente o nome de um professor responsável.
Uma comissão formada por pedagogos, historiadores, antropólogos e psicólogos, escolherá 32 trabalhos, oito de cada categoria, para a segunda etapa do prêmio. Os selecionados deverão enviar pelos correios para o endereço do CEERT material que ilustre o projeto. Poderão ser remetidos vídeos, fotografias, produções dos alunos, entre outros. As escolas serão notificadas por telegrama e terão um prazo de sete dias para enviar o material. Os projetos desenvolvidos nessas unidades farão parte de um livro publicado pelo CEERT.
Ao final, serão selecionados três trabalhos de cada categoria. Somente na cerimônia de premiação, prevista para o segundo semestre deste ano, serão conhecidos os nomes dos vencedores. O primeiro lugar receberá um prêmio de R$ 9 mil, o segundo R$ 5 mil e o terceiro R$ 3 mil. Além disso, o CEERT entregará a cada um dos ganhadores um kit com livros sobre a temática racial-étnica.Prêmio Educar para a Igualdade Racial - O objetivo é sensibilizar profissionais da educação para a inclusão da temática racial-étnica nos projetos pedagógicos das escolas. Além disso, o prêmio visa a contribuir para eliminação da discriminação racial-étnica com o desenvolvimento de metodologias e material didático que auxiliem o educador a tratar as relações étnicas em sala de aula. Em seu terceiro ano, o prêmio também ajuda a difundir experiências educacionais, valorizando iniciativas bem sucedidas.
Jornal da Educação - PE

Nenhum comentário: